Política de Transportes

Os planos governamentais na área de transportes realizados pelos diversos órgãos rodoferroviários têm apresentado resultados pouco eficientes na sua concepção, mesmo levando em conta uma solução integrada e participação de terceiros e outros níveis de governos.

A descontinuidade provocada nos planos viários e uma expectativa caótica para os próximos anos são fatores agravantes desta situação. Conclui-se que há uma real necessidade de integração das políticas de transportes com ações e projetos de autoridades estaduais ou federais para a manutenção e fortalecimento da malha viária nacional.

É fundamental a concepção de uma Política de Transportes que leve em conta as diretrizes de uso e ocupação urbana e suas funções e áreas de atuação. Após este planejamento, o próximo passo é criar mecanismos institucionais que baseiem a sua implantação e gestão.

Mesmo sendo de complexa solução, uma Política transportes, traz indiscutíveis vantagens tanto para os usuários como para os sistemas, melhorias na qualidade de vida das cidades no que diz respeito à acessibilidade e meio ambiente e otimiza os investimentos já realizados e os que estão por vir.

A Atuação da Empresa

Com firmeza nesta maneira de pensar, a ESTEIO ciente de como a Engenharia Viária tem importância fundamental no desenvolvimento do país, atua fornecendo subsídio para Projetos Viários (Rodovias, Ferrovias e Aeroportos) e estudos de tráfego ou de viabilidade técnico-econômica.

Além destes, Projetos Ambientais adequados às necessidades de cada região faz parte do conjunto de atividades da área de Engenharia da empresa. A ESTEIO realiza Relatórios de Impacto no Meio Ambiente -RIMA e Estudos de Impacto Ambiental -EIA como exigências legais na implantação de determinados projetos.

O EIA visa a previsão de como o meio sócio-econômico-ambiental ficará afetado positiva ou negativamente pela implantação do empreendimento a que se refere o projeto. É um estudo multidisciplinar que envolve uma grande gama de profissionais das mais diversas especialidades, pertencentes à empresa especialmente contratada pelo empreendedor para essa finalidade. O RIMA é realizado após o EIA e nada mais é que um resumo do EIA em linguagem acessível ao público, dispensando termos técnicos complexos.

Como supervisora, a ESTEIO desenvolve as suas atividades ressaltando a qualidade dos serviços em execução com a obediência às normas de Engenharia, aos dispositivos contratuais, aos preços e prazos contratados e adequando os projetos à realidade de campo.

A estrutura técnico-administrativa da ESTEIO está voltada a fornecer todo o apoio ao pessoal da equipe de Gerenciamento que atua em campo, desenvolvendo as operações de Supervisão, Fiscalização, Acompanhamento Tecnológico e Geométrico da execução das Obras.