A Prefeitura Municipal de Curitiba – PMC contratou a ESTEIO para realizar o Projeto Executivo das Obras de Macrodrenagem a serem implantadas na BACIA DO RIO ATUBA, região localizada na divisa dos municípios de Curitiba e Pinhais.

O projeto executivo tem como base os estudos entregues anteriormente pela ESTEIO à PMC, relativos ao Diagnóstico do Sistema de Drenagem da Região do Cajuru e o Projeto Básico da Alternativa de Solução para a Minimização das Inundações no Sistema de Drenagem da Região do Baixo Cajuru.

A bacia hidrográfica do rio Atuba situa-se na porção leste do município de Curitiba, e sua área de drenagem engloba, além de Curitiba, outros municípios da região metropolitana, Pinhais, Colombo e Almirante Tamandaré.

A bacia do rio Atuba possui 128,6 km² de área de drenagem e seu principal contribuinte é a sub-bacia do rio Bacacheri com área aproximada de 30 km². As áreas em torno do rio Atuba, apresentam pouca declividade, formando extensa planície de inundação.

A bacia do rio Atuba está em franca ocupação urbana, com forte urbanização na sua parte mais central e com densificação tanto a montante como a jusante.

É fato que com o crescimento populacional da bacia do rio Atuba e conseqüente aumento da impermeabilização do solo, o risco de inundações tenderá a aumentar.

A situação atual já é crítica, pois nas últimas enchentes ocorridas na bacia foram registrados níveis de água em torno de um metro no interior das residências situadas nas margens do rio Atuba.

Desta forma, fica caracterizada a necessidade de implementar medidas que visem uma adequação do sistema de drenagem capaz de escoar o acréscimo de vazão superficial proveniente do aumento da urbanização.

A estrutura básica adotada para o desenvolvimento do Estudo de Viabilidade constou dos seguintes itens: