O projeto Alemão visa a produção de concentrado de Cu-Au (cobre e ouro) através do beneficiamento em etapa de cominuição e flotação.

O depósito do projeto Alemão foi descoberto em 1996, pela Docegeo, através de um programa de sondagem exploratória, realizado com o objetivo de checar anomalias aerogeofísicas e geoquímicas.

Desde 1996 até o presente, foram realizadas, no Projeto Alemão, diversas campanhas de sondagem (geológica, geotécnica, metalúrgica, etc.) totalizando mais de 180.000 m perfurados. Entre os trabalhos realizados inclui-se a abertura de uma galeria subterrânea, para execução de sondagem em profundidade.

O Projeto Alemão apresenta uma grande sinergia com outros projetos de cobre e ouro desenvolvidos pela CVRD – Companhia Vale do Rio Doce na região de Carajás, como o Salobo, Sossego, 118 e UHC.

A ESTEIO foi contratada para realizar o mapeamento altimétrico de precisão, utilizando LASER aerotransportado, sobre a área do Projeto Alemão, localizado no município de Parauapebas, no Estado do Pará, abrangendo uma área de 176,64 Km².

Levantamento LASER

O equipamento utilizado pela ESTEIO S.A foi o ALTM 2025 da Optech Inc. Este emite 25.000 pulsos LASER por segundo, possui ângulo de varredura de até 40° e pode voar com altitude de até 2.000 m.

Para este serviço utilizou-se um ângulo de varredura de 20° e uma altura média de voo de 1000 m. Estes parâmetros resultaram em um espaçamento entre os pontos, no terreno, de aproximadamente 1 metro.

Equipamento GPS de Campo

No solo e em tempo real, o componente principal é o receptor GPS neste caso possui duas frequências de rastreio. Deve ser instalado em um ponto com coordenadas geográficas conhecidas para a correção diferencial das medições do LASER.

O equipamento usado foi o GPS de duas frequências modelo SR530, da Leica Geosystems, de 12 canais L1 e L2 com Antena AT 502: L1/L2 microstrip com plano de terra incorporado.

Vértices GPS em Campo

Visando subsidiar futuros trabalhos e também manter o mesmo sistema referencial ora utilizado, foram materializados em campo, através de marcos de concreto, dois vértices e uma base para o rastreio LASER.

Geração de Imagens Utilizando os Pontos LASER

Com a informação dos arquivos processados (coordenadas E,N,h) dos pontos levantados e com o uso do programa APL QT Viewer e da sua ferramenta Quick GEOTIFF Utility foram geradas imagens utilizando a composição entre a imagem hipsométrica e a imagem de intensidade, processando transparências entre os pixels para ressaltar cores da intensidade na imagem hipsométrica.

Qualidade do MDT

Para comprovar a qualidade do MDT – Modelo Digital do Terreno – gerado, foram comparados 345 pontos, distribuídos pela área do projeto. Estes pontos foram determinados através de processos topográficos e fornecidos a ESTEIO pela CVRD.

Resultado estatístico da comparação entre a topografia e o LASER:

Diferença Máxima (m)

1,27

Diferença Mínima (m)

-0,52

Média (m)

0,17

Desvio Padrão (m)

0,20

Foram também analisados 47 pontos levantados pela ESTEIO utilizando-se GPS, por processo estático rápido. Resultado estatístico da comparação entre GPS e o LASER:

Diferença Máxima (m)

0,63

Diferença Mínima (m)

-0,02

Média (m)

0,34

Desvio Padrão (m)

0,12

O principais produtos e atividades desenvolvidas neste serviço foram: