Google+

Você está em: Principal > Serviços > Executados > Cadastros Urbanos e Rurais > CADASTRO - PM Belo Horizonte/MG

Cadastro Urbano Imobiliário em Belo Horizonte/MG

Coletora de Dados

Coletora de Dados

Trena Eletrônica

Trena Eletrônica

Identificação com o Morador

Identificação com o Morador

Clique para Ampliar

Treinamento dos Cadastradores

Clique para Ampliar

Croqui do Lote

Clique para Ampliar

Boletim de Informação Cadastral (BIC)

Introdução

O cadastro imobiliário urbano da prefeitura municipal de Belo Horizonte faz parte do contrato de atualização cartográfica inicializado no ano de 2007 e prevê a visita a 85.000 imóveis distribuídos em diversos setores e bairros da cidade. O processo de identificação das unidades que serão visitadas foi realizado pela prefeitura, a qual se baseou na diferença de área entre as informações contidas na base de dados do cadastro e nas novas áreas obtidas da restituição fotogramétrica.

Planejamento

Devido à característica de avaliação das propriedades optou-se pelo uso de coletoras eletrônicas, uma vez que o cadastro é realizado para o bloco construtivo de maior área, tarefa que fica simplificada através de um módulo de desenho pertencente ao programa de captura de dados.

A partir do Boletim de Informações Cadastrais da Prefeitura (BIC) foi desenvolvido a rotina dentro do programa para o armazenamento das informações das características construtivas de cada unidade.

Execução

A prefeitura disponibilizou a base de dados dos imóveis de interesse em setores, sendo que cada setor continha os bairros e os lotes de interesse, todos identificados pela sua inscrição fiscal.

Considerando uma atividade que envolve desenho, avaliação construtiva, representação e posicionamento, o perfil dos cadastradores foi direcionado para os cursos de nível médio e superior de ciências exatas, como a engenharia civil, arquitetura, agrimensura, geografia, geologia e afins.

Os primeiros treinamentos foram realizados pelos funcionários da prefeitura e tiveram duração de um mês, sendo 04 dias para a parte teórica e o restante para a parte prática. As visitas a campo ajudaram o cadastrador a melhor compreender as características construtivas típicas da região.

O programa de captura de dados foi desenvolvido para atender a maioria das situações de cadastro, considerando o somatório de áreas em pavimentos, criação de novas inscrições, registro fotográfico das fachadas de interesse, direcionando o trabalho e consistindo as informações para que o serviço não fosse concluído sem a falta destas.

Preparação de Material

Para inserir as informações na coletora foi necessário recortar as quadras e os lotes de interesse e as informações mínimas fornecidas pela prefeitura, como a inscrição fiscal, endereço da propriedade, nome do proprietário e o ano de construção. Esta preparação foi realizada por uma equipe de duas pessoas, encarregadas de inserir os dados nas coletoras, descarregar os dados, e disponibilizar os mesmos para a geração dos produtos finais.

Controle de Qualidade

Uma equipe formada por 06 pessoas encarregou-se de realizar o controle de qualidade das informações, entre elas as fotografias das fachadas, os croquis e o conteúdo das características construtivas. Com base nas primeiras avaliações da prefeitura realizou-se um controle maior em informações de maior representatividade para a avaliação do cadastro como: tipo construtivo, abrangência da fotografia da fachada, ano construtivo e área construída.

As medidas foram tomadas desconsiderando-se os beirais e computando-se somente a área construída (parede a parede). As medidas foram realizadas com trenas eletrônicas de alcance de 50 metros.

Para cada equipe de 08 cadastradores foi designado um supervisor. O supervisor teve a incumbência de elucidar as dúvidas de cadastro, programar e distribuir as equipes em suas regiões de trabalho, resolver problemas com proprietários, controle de produtividade entre outros.

Para cada proprietário foi entregue uma comunicação explicando o motivo do serviço assinado pelo secretário da fazenda do município e o telefone de contato para quaisquer esclarecimentos.

Os cadastradores portaram crachá de identificação e uniforme da empresa, estando orientados para não ir a campo sem os mesmos. Também receberam treinamento de como se apresentar, esclarecendo o objetivo do serviço evitando entrar em conflito com o morador em caso de recusa.

Reciclagem da Equipe

Considerando uma rotatividade maior que o normal devido a característica do serviço, manteve-se ao longo de todo o tempo o treinamento periódico para novos cadastradores, treinamento este que foi ministrado pelas equipes da ESTEIO. No treinamento foram utilizadas diversas imagens retratando as características de construção como, tipo de telhado, fachadas, esquadrias, muros, pisos, equipamentos especiais (portão eletrônico, piscina, elevador...), entre outros.

Produto Final

O produto final entregue para a prefeitura consistiu de um arquivo no formato “pdf” contendo o croqui do lote, as medidas das construções, as áreas e as fotografias. Foi entregue um arquivo no formato “txt” e um no formato “xls” com a base de dados atualizada e um arquivo “pdf” com as mesmas informações contidas no boletim de informação cadastral (BIC).

 

Página mantida por Robson Assumpção de Oliveira
Rua Dr. Reynaldo Machado, 1151 - Prado Velho, Curitiba - Paraná - Brasil | CEP: 80215-242 | Tel: (41) 3271-6000 Fax: (41) 3332-3273 | Latitude (GMS): -25° 27' 7,20672" - Longitude (GMS): -49° 15' 20,47880" | Alt. Geométrica (m): 892,599 - Sistema WGS84
Copyright ESTEIO 2001-2014 © - Todos os Direitos Reservados - Resolução mínima 1024x768px