Você está em: Principal > Serviços > Executados > Cartografia para Dutos > PETROBRAS - SEDA

Aerolevantamento para Faixa do Sistema Dutoviário de Álcool - SEDA

Mapa de Localização (Image © 2009 DigitalGlobe by Google)

Mapa de Localização (Image © 2009 DigitalGlobe by Google)

Leica GeoSystem ADS-40

Leica GeoSystem ADS-40

ALS50 II (Airborne Laser Scanner) - Leica Geosystems

ALS50 II (Airborne Laser Scanner) - Leica Geosystems

Curvas a Partir do MDT – 1200m de Largura

Curvas a Partir do MDT – 1200m de Largura

Imagem de Composição

Imagem de Composição

Imagem 3D

Imagem 3D

Clique para Ampliar

Projeto Básico 1:10.000

O Sistema de Escoamento Dutoviário de Álcool e Derivados (SEDA) prevê a criação de uma rede integrada de dutos para facilitar e incrementar o escoamento de etanol para os mercados externo e interno. O corredor terá 682 km de extensão, de Uberaba (MG) a São Sebastião (SP), passando pela Replan e Revap. Para o restante do traçado será construído um poliduto de 542 km de extensão, a ser implantado nas faixas de dutos existentes do São Paulo/Brasília (Osbra) e do Campinas/Rio de Janeiro (Gascar).

A ESTEIO foi contratada para realização dos serviços de cobertura aerofotogramétrica, apoio de campo, aerotriangulação, geração do modelo digital de terreno, geração de ortofotos digitais, plantas e revisão cadastral, plantas de projeto básico, de faixa, de perfil, de “as built”, dentre outros, para o Sistema Dutoviário de Álcool - SEDA, no estado de São Paulo, incluindo o aerolevantamento na região de Caraguatatuba.

No trecho REPLAN-Atibaia não foi realizada nova cobertura aerofotogramétrica, sendo realizada a revisão cadastral e de plantas. No trecho Atibaia-Taubaté foi realizada nova cobertura aerofotogramétrica, resultando na geração de ortofotocartas 1:20.000 e 1:1.000, bem como as plantas de faixa, cadastral e perfil e a revisão cadastral das propriedades atingidas pela faixa.

Cobertura Aerofotogramétrica Digital

As Coberturas Aerofotogramétricas Digitais 1:20.000 e 1:6.000, no trecho Atibaia-Taubaté, foram realizadas com o uso da câmera aérea digital Leica GeoSystem ADS-40, instalada na aeronave Navajo prefixo PT-RAY. As fotografias foram tomadas conforme a tabela abaixo, onde também é apresentado o Ground Sample Distance (GSD), ou o tamanho do pixel no terreno:


Escala

N.° de Faixas

GSD

1:20.000

14

40 cm

1:6.000

13

15 cm


Cobertura LASER

Foi utilizado o sistema ALS50 (Airborne Laser Scanner) da LEICA GeoSystems, que consiste de um sistema de Sensoriamento Remoto ativo, desenvolvido para o levantamento planialtimétrico da superfície do terreno, que utiliza um emissor/receptor de raios Laser associado a um receptor GPS e a um Sistema Inercial, sendo estes dispositivos gerenciados e integrados por um computador central.

O sensor LASER de alta precisão é orientado para o solo através de uma abertura no fundo da aeronave de forma a realizar uma varredura. Os reflexos das pulsações no solo ou em objetos no solo são coletados pelo receptor e são convertidos em um sinal eletrônico. A cobertura com perfilamento a LASER foi planejada conforme as especificações técnicas, visando recobrir uma largura de 150m de largura, contemplada por 53 faixas de voo, de forma a proporcionar a obtenção de curvas de nível equidistantes de 0,5 m ao longo dos 115 km de extensão do trecho a ser mapeado.

Apoio Terrestre

O apoio terrestre foi realizado em duas etapas distintas, atendendo aos recobrimentos 1:6.000 e 1:20.000 de forma independente. Este apoio tinha por finalidade obter as coordenadas dos pontos de apoio HV(s) necessários para a etapa de aerotriangulação e posterior geração das ortofotos 1:20.000. Foram transportadas coordenadas a partir da Rede Fiducial da TRANSPETRO e Referências de Nível para os pontos de apoio.

Equipes de nivelamento e GPS realizaram as medições tendo como origem referências de níveis da rede do IBGE e o transporte de coordenadas planimétricas através de poligonal GPS, com base nos marcos da Rede Fiducial da TRANSPETRO.

MDT

Um modelo digital do terreno - MDT é uma representação matemática do relevo obtido a partir da superfície que se deseja mapear.

A área recoberta pelo LASER deu origem ao MDT de 150m de largura por toda a extensão da faixa de interesse (115km), com geração final de curvas com equidistância de 0,5m. Numa faixa de 1.200m de largura o MDT foi gerado a partir da restituição de curvas de nível, com equidistância de 1m.

Ortofotos

O processo de produção das ortofotos envolve a preparação dos modelos estereofotogramétricos e a geração das ortofotos. Foram geradas ortofotos na escala 1:1.000 com 1,2km de largura e 1km de extensão e ortofotos na escala 1:20.000 com 15km de largura e 10km de extensão.

Produtos Finais

Os Produtos Finais definidos em contrato foram os seguintes:

  • Plantas de Faixa 1:1.000;
  • Plantas Cadastrais 1:1.000;
  • Perfis 1:1.000;
  • Projeto Básico 1:10.000;
  • Desenhos 1:25.000;
  • Banco de Dados de Fichas Cadastrais no sistema CadProp Web.

Revisão Cadastral

A revisão cadastral foi realizada ao longo dos 195km do trecho REPLAN-Taubaté, abrangendo 446 propriedades. Esta revisão incluiu a visita de campo para realização dos cadastros físico, jurídico e fotográfico, assim como o processamento de escritório e carga no banco de dados do sistema PETROBRAS (CadProp Web).

 

Página mantida por Antônio Jorge Furquim
Rua Dr. Reynaldo Machado, 1151 - Prado Velho, Curitiba - Paraná - Brasil | CEP: 80215-242 | Tel: (41) 3271-6000 Fax: (41) 3332-3273 | Latitude (GMS): -25° 27' 7,20672" - Longitude (GMS): -49° 15' 20,47880" | Alt. Geométrica (m): 892,599 - Sistema WGS84
Copyright ESTEIO 2001-2014 © - Todos os Direitos Reservados - Resolução mínima 1024x768px