Você está em: Principal > Serviços > Executados > GPS e Batimetria > BATIMETRIA - Klabin Papéis S.A.

Avaliação das Condições de Assoreamento em Lagoas de Aeração e Estabilização para Klabin Papéis S.A.

Ecobatímetro

Vista da Lagoa de Aeração

Vista da Lagoa de Aeração

Vista da Lagoa de Estabilização

Vista da Lagoa de Estabilização

Embarcação com os Equipamentos Acoplados

Embarcação com os Equipamentos Acoplados

Estação Base GPS

Estação Base GPS

Planta do Levantamento Topobatimétrico

Perfil de Algumas Seções

Introdução

Dentre as várias aplicações dos levantamentos batimétricos, o presente resumo descreve os serviços executados pela ESTEIO, com o intuito de avaliar as condições de assoreamento das Lagoas de Aeração e Estabilização do sistema de tratamento de efluentes da Klabin Papéis S.A., localizado no município de Correia Pinto, no estado de Santa Catarina, abrangendo uma área de aproximadamente 73.400,00 m².

Princípio de operação

Os ecobatímetros são os equipamentos utilizados pela batimetria para medir a profundidade. O equipamento consiste em uma fonte emissora de sinais acústicos e um relógio interno que mede o intervalo entre o momento da emissão do sinal e o instante em que o eco retorna ao sensor. O som é captado pelo transdutor que consiste basicamente de um material piezoeletricidade que converte as ondas de pressão do eco em sinais elétricos. Os ecobatímetros fornecem informações pontuais de profundidade no local imediatamente abaixo do transdutor.

Reconhecimento e Planejamento

Por se tratar de um serviço de monitoramento, a origem dos trabalhos deveria ser a mesma, sendo assim, na primeira etapa dos trabalhos foi verificada a integridade física de um par de marcos de referência, implantados em anos anteriores e que serviram de base para os levantamentos topobatimétricos anteriormente realizados. Esta análise consistiu em se avaliar a estabilidade dos mesmos, assim como checar as respectivas coordenadas, de forma a garantir que os mesmos não tivessem sofrido qualquer tipo de deslocamento.

Constatada a integridade dos marcos, o próximo passo foi o estudo primário das condições de navegação nas lagoas, onde foram planejadas as seções para a execução dos serviços de batimetria do seguinte modo: na Lagoa de Aeração (foto a esquerda), foi planejada a navegação no sentido transversal à lagoa, devido aos equipamentos instalados na mesma e que são presos por cabos de aço às margens, já na Lagoa de Estabilização (foto a direita) as seções foram planejadas no sentido longitudinal, de modo a agilizar a coleta dos dados em campo. Metodologia de Execução

Após o reconhecimento da área e a constatação da integridade dos marcos de referência, se definiu em função de melhor localização e da inexistência de obstrução física para a recepção de sinais de satélites, o marco denominado M-02 como base das coordenadas para o levantamento, no qual foi instalado o equipamento GPS (Base), responsável pelo envio das correções diferenciais via link de rádio para o equipamento (Rover) instalado sobre a embarcação e acoplado ao ecobatímetro.

O conjunto de equipamentos existente no barco, constituído de um receptor de satélites GPS modelo SR-530 da Leica e um ecobatímetro digital (ODOM SDH 13A), ambos conectados a um computador notebook e gerenciados pelo programa denominado Hypack, os quais possibilitaram além da navegação em tempo real sobre as linhas planejadas, a obtenção da correlação entre as profundidades obtidas pelo ecobatímetro com as coordenadas planimétricas fornecidas pelo GPS em tempo real (Real Time Kinematic) ao longo das linhas navegadas.

Em função da frequência de operação do ecobatímetro, assim como a velocidade empregada na navegação, permitiu que se coletasse em média 5 pontos por segundo. Quanto ao GPS, este trabalha com uma taxa de captação de 1 ponto por segundo, a interpolação das coordenadas GPS com as leituras de profundidade é outra função feita de forma automática pelo programa Hypack.

Metodologia de Execução

Após o reconhecimento da área e a constatação da integridade dos marcos de referência, se definiu em função de melhor localização e da inexistência de obstrução física para a recepção de sinais de satélites, o marco denominado M-02 como base das coordenadas para o levantamento, no qual foi instalado o equipamento GPS (Base), responsável pelo envio das correções diferenciais via link de rádio para o equipamento (Rover) instalado sobre a embarcação e acoplado ao ecobatímetro.

O conjunto de equipamentos existente no barco, constituído de um receptor de satélites GPS modelo SR-530 da Leica e um ecobatímetro digital (ODOM SDH 13A), ambos conectados a um computador notebook e gerenciados pelo programa denominado Hypack, os quais possibilitaram além da navegação em tempo real sobre as linhas planejadas, a obtenção da correlação entre as profundidades obtidas pelo ecobatímetro com as coordenadas planimétricas fornecidas pelo GPS em tempo real (Real Time Kinematic) ao longo das linhas navegadas.

Em função da freqüência de operação do ecobatímetro, assim como a velocidade empregada na navegação, permitiu que se coletasse em média 5 pontos por segundo. Quanto ao GPS, este trabalha com uma taxa de captação de 1 ponto por segundo, a interpolação das coordenadas GPS com as leituras de profundidade é outra função feita de forma automática pelo programa Hypack.

Processamento dos Dados

Com as atividades de campo concluídas, a etapa seguinte foi a transformação para o sistema de referência exigido pelo contratante, uma vez que todos os dados coletados são referenciados ao sistema de coordenadas em WGS 84 (Elipsóide de referência do sistema de navegação por satélite - GPS). O próximo passo foi a correção da profundidade para o nível d'água (NA), visando a obtenção correta da altitude dos pontos seguido de uma edição e geração das curvas de nível.

Produtos Gerados

A seguir são apresentados parte dos produtos gerados a partir do levantamento de campo, no caso, planta do levantamento topobatimétrico (foto a esquerda) e o perfil de algumas seções comparando o levantamento anterior com o atual (foto a direita).

Adicionalmente a geração das plantas e com base nos dados obtidos em campo, foi calculado o volume de assoreamento existente entre o obtido nos dois levantamentos (atual e antigo).

 

Página mantida por Denise Rodbard Falat
Rua Dr. Reynaldo Machado, 1151 - Prado Velho, Curitiba - Paraná - Brasil | CEP: 80215-242 | Tel: (41) 3271-6000 Fax: (41) 3332-3273 | Latitude (GMS): -25° 27' 7,20672" - Longitude (GMS): -49° 15' 20,47880" | Alt. Geométrica (m): 892,599 - Sistema WGS84
Copyright ESTEIO 2001-2014 © - Todos os Direitos Reservados - Resolução mínima 1024x768px