Você está em: Principal > Serviços > Executados > GPS e Batimetria > PETROBRAS - Reservatório UN-SIX e Córr Canoas

Batimetria do Reservatório UN-SIX e Córrego Canoas

Reservatório da UN-SIX PETROBRAS

Reservatório da UN-SIX PETROBRAS

Levantamento Batimétrico no Reservatório

Levantamento Batimétrico no Reservatório

Clique para Ampliar

Hipsometria do Reservatório

Clique para Ampliar

Hipsometria do Reservatório

A ESTEIO executou o Levantamento Batimétrico e Medição da Vazão do Reservatório da Unidade UN-SIX - PETROBRAS e do Córrego Canoas em São Mateus do Sul-PR com propósito de avaliar a situação do leito deste Reservatório.

Foram executadas as atividades de reconhecimento, implantação e medição de pontos de controle geodésico, análise do comportamento do nível d'água por meio de implantação e leitura de réguas limnimétrica, levantamento das seções batimétricas e ainda, tratamento dos dados obtidos com geração de plantas dos pontos batimétricos, curvas de nível e hipsométricas.

Batimetria

Para a execução do levantamento batimétrico foi utilizado o ecobatímetro RAYTHEON 719C que emite ondas ultra-sônicas para a determinação da profundidade e sua resolução é de 0,1m. Este equipamento possibilita a entrada de dados relativos à velocidade de propagação do som na água e da profundidade do transdutor (sonda que emite e recebe o som, pelo qual a profundidade é determinada).

Para o posicionamento planimétrico (bidimensional) da embarcação foram utilizados receptores GPS da marca ASHTECH Reliance, recebendo correções diferenciais (DGPS). A antena GPS foi instalada centrada em relação à sonda, minimizando assim o erro de posicionamento da embarcação devido ao ângulo de inclinação da mesma.

Nas seções planejadas realizou-se o levantamento propriamente dito que consiste em coletar e unir os dados provenientes do GPS (formato NMEA) e do ecobatímetro (profundidade), utilizando como interface um microcomputador a bordo. As coordenadas estão referenciadas ao Datum WGS-84 e o registro das profundidades é feita pelo ecobatímetro a cada 20 a 30 centímetros percorridos na seção.

Vazão

A medição de vazão foi realizada conforme normas usuais preconizadas pela CEMIG e o antigo DNAEE, com molinete a vau ao longo da transversal. Foi utilizado um molinete Gurley-Price com lastro.

Nas medições, utilizaram-se verticais com espaçamentos de 0,20 m, ao longo de todas as seções transversais de medida, com frequência de um ponto de medida de velocidade por vertical. A frequência dependeu da profundidade da vertical.

Resultados

Após o processamento das informações batimétricas, foi realizada a edição dos arquivos e geração de curvas de nível usando o programa AUTOCAD (AutoDesk Inc.) com auxílio de aplicativo específico de topografia POSIÇÃO (Manfra & Cia Ltda.).

A partir dos dados processados, foram obtidas 6 (seis) Plantas de Batimetria, 1 (um) Mapa de Feições Superficiais e planilhas com resultados de medição de vazão.

  • Os principais produtos e atividades desenvolvidas neste serviço forma: Levantamento Batimétrico da Área do Reservatório com emissão de Plantas contendo profundidades e Curvas Batimétricas;
  • Hipsometria do Reservatório;
  • Determinação da vazão de Contribuição do Córrego Canoas que abastece o Reservatório.

 

Página mantida por Denise Rodbard Falat
Rua Dr. Reynaldo Machado, 1151 - Prado Velho, Curitiba - Paraná - Brasil | CEP: 80215-242 | Tel: (41) 3271-6000 Fax: (41) 3332-3273 | Latitude (GMS): -25° 27' 7,20672" - Longitude (GMS): -49° 15' 20,47880" | Alt. Geométrica (m): 892,599 - Sistema WGS84
Copyright ESTEIO 2001-2014 © - Todos os Direitos Reservados - Resolução mínima 1024x768px