Google+

Você está em: Principal > Serviços > Executados > Perfilamento a LASER > VALE - Apolo

Serviços de Levantamento por Perfilamento Laser Aerotransportado

Curvas de nível (1:2000)

Curvas de nível (1:2000)

Arquivo de intensidade

Arquivo de intensidade

TIN (Triangle Irregular Network)

TIN (Triangle Irregular Network)

Em abril de 2011 a Companhia Vale contratou a ESTEIO Engenharia para a realização de um levantamento altimétrico por varredura LASER permitindo o mapeamento da futura área de exploração de minério de ferro, denominada Projeto Apolo, abrangendo uma área de 530 Km2. O levantamento permitirá a elaboração de projetos básicos para a instalação de futuras barragens, estradas de acesso, plantas industriais, delimitação de áreas de exploração entre outros.

Levantamento Laser

O equipamento utilizado foi o ALS50, sistema com abertura de 70° e frequência de até 150 kHz (150.000 pontos por segundo), contendo sistema de referência inercial (IMU) e um receptor GPS, instalados na aeronave. Para a cobertura completa da área foi necessário planejar o perfilamento a LASER em três níveis de altitude de voo: 34 faixas em 3040 metros, 85 faixas em 2690 metros e 34 faixas em 2340 metros, de maneira a cobrir o limite da área APOLO. A necessidade destes 03 níveis de voo se deve ao fato da densa vegetação e do relevo muito acidentado, para que fosse possível atingir uma quantidade mínima de 04 pontos/m2.

Características

As curvas de nível foram obtidas, utilizando-se o arquivo de pontos sobre o terreno (MDT - Modelo Digital de Terreno) no programa Socet Set da Leica, com a sua ferramenta de importação e manipulação de modelos digitais e algoritmos de suavização de curvas. O processamento dos dados brutos foi realizado com o software da Leica ALS40 Post Processor. A classificação dos pontos foi feita através do uso de um algoritmo interno do TerraScan, o qual leva em conta fatores como diferença de cota entre o primeiro e o último pulso do sinal LASER.

Resultados

Para a validação dos dados Laser foram levantados 100 pontos em campo, distribuídos uniformemente na área. Os pontos do MDT filtrados e depurados formaram a "nuvem" de pontos LASER referente ao terreno. Foram gerados 478 folhas na escala 1:2000 . Os pontos foram tratados com algoritmos do tipo TIN (Triangle Irregular Network) para formação de triângulos e consequente criação de curvas de nível.

Os principais produtos e atividades desenvolvidas neste serviço foram:


  • Arquivos ASCII de pontos MDT, MDE, TIN obtidos do LASER;
  • Arquivos altimétrico na escala 1:2.000, com curvas de nível equidistantes de 1 m;
  • Imagens de Intensidade do MDE (Modelo Digital de Elevação).
  • Arquivo LAS, MDS.

 

Página mantida por Wanderley Kampa Ribas
Rua Dr. Reynaldo Machado, 1151 - Prado Velho, Curitiba - Paraná - Brasil | CEP: 80215-242 | Tel: (41) 3271-6000 Fax: (41) 3332-3273 | Latitude (GMS): -25° 27' 7,20672" - Longitude (GMS): -49° 15' 20,47880" | Alt. Geométrica (m): 892,599 - Sistema WGS84
Copyright ESTEIO 2001-2014 © - Todos os Direitos Reservados - Resolução mínima 1024x768px