Google+

Você está em: Principal > Serviços > Executados > SIG > SIG - PM de Uberlândia-MG

Mapeamento para SIG para PM de Uberlândia-MG

Clique para Ampliar

Relatório de Lote (Banco de Dados)

Clique para Ampliar

SIG em Prefeituras

Na perspectiva moderna de gestão do território, toda ação de planejamento, ordenação ou monitoramento do espaço urbano deve incluir a análise dos diferentes componentes do ambiente, como os meios físico, biótico e sócio-economico, a ocupação humana, e seu inter-relacionamento.

A administração apropriada e eficiente da informação melhora significativamente a qualidade do planejamento, que envolve tomada de decisão, dentro de várias alternativas. Geralmente, a informação encontra-se dispersa em diversos órgãos e arquivos, estando em diferentes formatos e muitas vezes duplicada.

A combinação desses dados multi-fonte permitirá uma redução na ambiguidade das interpretações que normalmente são obtidas através da análise individual dos dados (Pendock e Nedeljkovic,1996). Para isso é necessário a adoção de "um sistema de suporte à decisão envolvendo a integração de dados referenciados espacialmente num ambiente de resolução de problemas" (Cowen,1988).

A atual geração de Sistemas de Informações Geográficas (SIG) configura uma tecnologia estabelecida para armazenar, organizar, recuperar e modificar informações sobre a distribuição espacial de recursos naturais, dados geo-demográficos, redes de utilidade pública e muitos outros tipos de dados localizáveis na superfície.

Num grande universo de aplicações possíveis, novas demandas e novos usuários começam a surgir. As prefeituras começam a investir na implantação do SIG, não só como suporte ao planejamento e controle urbano e fiscal, mas também como uma ferramenta para disponibilizar os seus dados geográficos, de caráter não confidencial, à população.

Mapeamento para SIG

Adotar estratégias para aproveitar a informação existente e, a partir dela, gerar novos dados empregando o SIG nem sempre pode reverter em ganhos para a administração municipal. Diferentes fontes, épocas, formatos e técnicas de aquisição de dados espaciais, podem levar à criação de uma base de dados geográficos deficitária.

A elaboração de uma base cartográfica digital atualizada é peça fundamental para a administração municipal, pois dela derivam mapas temáticos e outras informações que poderão servir de suporte ao administrador, além de propiciar a racionalização no uso do contingente humano e de equipamentos. Mas não basta se ter uma boa base cartográfica, é necessário que esta esteja relacionada com um banco de dados cadastral, composto por informações específicas para cada aplicação em SIG desejada como, por exemplo, pelo cadastro técnico, dados de IPTU, etc.

A qualidade das análises e dos produtos gerados pelo SIG estará diretamente relacionada à confiabilidade da base cartográfica e das informações cadastrais.

Prefeitura Municipal de Uberlândia-MG

No perímetro urbano e nos Distritos de Cruzeiro dos Peixotos, Martinésia, Miraporanga e Tapuirama, de Uberlândia, a ESTEIO executou os serviços de aerolevantamentos com a finalidade de concepção de um SIG para a Prefeitura Municipal em ambiente de intranet. O serviço contemplou as etapas de cobertura aerofotogramétrica na escala 1:8.000, apoio terrestre, restituição digital planimétrica na escala 1:2.000, perfilamento a Laser, reambulação e ortofotos digitais na escala 1:2.000. O produto cartográfico serviu como base espacial para as funcionalidades do SIG específico da PM de Uberlândia.

A altimetria, representada por curvas de nível e pontos cotados, foi gerada automaticamente a partir da malha de pontos levantados no perfilamento a LASER. Com a aplicação desta técnica, os resultados altimétricos, além de mais completos, são obtidos de forma mais rápida e precisa em relação ao método aerofotogramétrico convencional de obtenção de dados espaciais. Além dos dados para geração do modelo digital do terreno (MDT), em todo perfilamento a LASER estão também disponíveis os dados para geração do modelo digital da superfície (MDS).

Rotinas Desenvolvidas

O caráter multifinalitário de um SIG tem por concepção a geração de funcionalidades para apoiar os trabalhos de tomada de decisão, relacionados aos aspectos como: Planejamento de trânsito e transporte;

  • Planejamento de trânsito e transporte;
  • Planejamento agrícola;
  • Cadastros imobiliários urbano e rural;
  • Manejo do meio ambiente e dos recursos naturais;
  • Ordenamento territorial e planejamento do espaço (uso da terra, seja urbana ou rural);
  • Planejamento de serviços (educação, polícia, saúde e serviços sociais);
  • Localização de Centros Importantes(Comercio, Bancos);
  • Pesquisas e políticas de saúde pública e ambiental;
  • Focalização de "grupos de risco" e suas problemáticas;
  • Atuar como suporte para o Registro de Propriedade e para a gestão do município para a realização de desapropriações;
  • Aplicações do tipo Automated Mapping/Facilities Managenment (AM/FM), em geral estas correspondem a sistemas de informações para dar apoio a empresas de áreas de serviços como: Telefonia, Água, Eletricidade, Gás entre outras concessionárias de serviços públicos.

No caso específico da PM de Uberlândia, as principais rotinas desenvolvidas enfocavam as seguintes atividades: Cálculo e identificação da quantidade de unidades imobiliárias no lote;

  • Cálculo e identificação da quantidade de unidades imobiliárias no lote;
  • Cálculo da menor distância entre as entidades (Lote-Edificação, Lote-Meio Fio e Quadra-Meio Fio) podendo verificar se há problemas de alinhamento predial que avança sobre o limite definido pela Prefeitura;
  • Atualização de dados - Atualizar Lotes, Atualizar Quadras, Importar novos lotes, Importar novas quadras, Importar novas quadras meio-fio, Atualização do Banco de Dados;
  • Pesquisas por campo da base de dados do cadastro;
  • Verificação da consistência do Banco de Dados com a Base Cartográfica e vice-versa;
  • Transformação de Coordenadas;
  • Visualização de Documentos ligados a Temas;
  • Cálculo da área edificada dos lotes;
  • Geração de Croquis de Quadras;
  • Geração de mapas temáticos;
  • Geração de arquivos para utilização em outros sistemas.

Capacitação Técnica

  • Urbanista capacitado em zoneamento urbano, loteamentos, planejamento urbano, impacto ambiental;
  • Engenheiro especialista em projetos urbanos (rede de água, esgoto, telefonia etc.);
  • Engenheiro que atue na área de SIG, cartografia digital, aerofotogrametria;
  • Analista que domine os programas computacionais necessários à implantação do sistema;

Em alguns casos essas funções podem recair sobre uma mesma pessoa, que reúne por exemplo, as condições indicadas no terceiro e quarto itens. Fazem parte da equipe, os técnicos necessários para digitalização de mapas, trabalhos topográficos de campo etc., que podem ter como chefe uma das pessoas da equipe.

Para a capacitação técnica da equipe multidisciplinar, a PM de Uberlândia selecionou técnicos para comporem a equipe de manipulação e atualização do sistema. Estes profissionais receberam treinamento intensivo de Cartografia Básica e utilização dos programas AutocadMap (AutoDesk) e ArcView 8.2 (ESRI).

 

Página mantida por Denise Rodbard Falat
Rua Dr. Reynaldo Machado, 1151 - Prado Velho, Curitiba - Paraná - Brasil | CEP: 80215-242 | Tel: (41) 3271-6000 Fax: (41) 3332-3273 | Latitude (GMS): -25° 27' 7,20672" - Longitude (GMS): -49° 15' 20,47880" | Alt. Geométrica (m): 892,599 - Sistema WGS84
Copyright ESTEIO 2001-2014 © - Todos os Direitos Reservados - Resolução mínima 1024x768px